quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Senador dos Estados Unidos pede fim do repasse de recursos para o IBA

O senador norte-amerciano John McCain apresentou nesta terça, dia 18, uma emenda que pede o fim do repasse de recursos do governo dos Estados Unidos para o Instituto Brasileiro do Algodão (IBA). Se essa emenda for aprovada pelo Congresso Norte-americano, o Brasil terá o direito de retaliar os Estados Unidos por descumprirem um acordo.

Depois de muitos anos de disputa na Organização Mundial do Comércio, o Brasil venceu o contencioso do algodão. Conseguiu provar que o governo dos Estados Unidos, por meio de subsídio aos seus produtores, distorciam o comércio internacional. Para evitar que o Brasil aplicasse retaliação contra os norte-americanos, a Casa Branca firmou um acordo de repasse de recursos para o Instituto Brasileiro do Algodão, mas esse acordo está prestes a acabar.

Primeiro o deputado norte-americano Ron Kind apresentou uma emenda pedindo o fim do repasse de recursos para os produtores de algodão do Brasil, agora foi a vez de um senador fazer o mesmo.

Caso o Congresso aprove a suspensão dos repasses, o Brasil terá o direito de aplicar uma retaliação cruzada em setores norte-americanos como a indústria farmacêutica. Mas o presidente do Instituto acredita que essa emenda não irá para frente. Até o momento o IBA já recebeu US$ 218 milhões.

Pelo acordo com Washington os repasses serão feitos até que o Congresso Norte-americano aprove uma nova lei agrícola, o que pode acontecer no ano que vem. Os produtores brasileiros de algodão por meio de associações podem encaminhar projetos ao IBA, que visem o combate a doenças, assistência técnica e ações de marketing por exemplo. É uma forma de ter acesso ao dinheiro.


Autor: Canal Rural

Nenhum comentário:

Postar um comentário