quinta-feira, 24 de maio de 2012

Manejo irregular causa queda de 5% por ano no rebanho bovino de MS






"Para cada 6% de pasto degradado, recuperamos apenas 1%, isso ocasiona a queda de 5% do rebanho bovino de Mato Grosso do Sul, por ano", aponta Armindo Kichel, pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária e palestrante do programa Mais Pastagem, desenvolvido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso do Sul – Senar/MS, nessa quarta-feira (23) na cidade de Inocência.

Em sua apresentação o Kichel deixa claro que o produtor sul-mato-grossense, não faz sempre a melhor escolha quando o assunto é capim. "Hoje, o que mais degrada o pasto é a escolha errada da espécie do campim, má formação do pasto, manejo mal feito e animais de baixa genética no pasto". Para ele, a etapa de escolha da espécie, a formação de pasto, manejo bem feito e o descarte animais de baixa produção são investimentos de baixo custo e que minimizam a degradação das pastagens.

Os 100 produtores que compareceram no ciclo de palestras em Inocência foram contemplados com as 15 vagas lançadas no evento para o curso de Manejo de Pastagem. A instituição agendará o curso juntamente com o sindicato rural da cidade, e a capacitação deverá abordar técnicas de manejo de pastagem, gestão e mercado dentro de uma carga horária de 24 horas, sendo 50% do tempo destinados à prática com visita a uma propriedade rural da região.
Fonte: Sato Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário