terça-feira, 4 de setembro de 2012

Votação da Medida Provisória do Código Florestal pode ocorrer nesta semana no plenário da Câmara




A votação da Medida Provisória (MP) do Código Florestal pode ocorrer ainda nesta semana no plenário da Câmara dos Deputados. O governo federal é contra a nova versão do texto aprovada na semana passada na Comissão Mista do Congresso Nacional.

O Palácio do Planalto não abre mão do escalonamento previsto na versão original da MP, que para médias propriedades estabelecia uma recomposição de mata ciliar de 20 metros. O acordo fechado na Comissão Mista baixou essa necessidade de recuperação para 15 metros. A disputa entre o que quer a presidente Dilma Rousseff e o que busca a frente ruralista do Congresso deve ser acirrada. A Ministra das Relações Institucionais, Idelli Salvatti, afirmou nesta segunda, dia 3, que o governo vai tentar convencer os parlamentares a retomar a versão antiga da MP durante a votação em plenário.

— Nós vamos argumentar que é muito importante voltar ao texto original da Medida Provisória, principalmente naquilo que diz respeito à recuperação da Área de Preservação Permanente nas margens dos rios. Isso porque a presidente Dilma teve uma posição muito justa. Quem tem menor área, recupera menos. Quem tem área maior, propriedade maior, recupera mais. Todos recuperam proporcional ao tamanho da sua propriedade. E isso estará explicitado na chamada escadinha, que nós vamos tentar agora no debate retomar — afirmou Ideli.


Fonte: http://agricultura.ruralbr.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário