quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Produção de leite deve ser menor na primeira metade de 2013, indica Rabobank




Para o Brasil, banco estima incremento de 1,5% na produção de leite no primeiro semestre do ano



O Rabobank prevê que o crescimento da produção de leite será menor nos principais países exportadores no primeiro semestre de 2013 em relação a igual período de 2012, em razão da demanda pelo produto ainda enfraquecida. No entanto, o banco pondera que qualquer aumento do consumo será suficiente para apertar os estoques que, atualmente, estão em níveis adequados para evitar um desabastecimento.

O banco observa ainda que os preços internacionais do leite continuaram a sua lenta recuperação ao longo do quarto trimestre de 2012, embora com bem menos força. Entre outubro e dezembro, a valorização chega a até 5%.

Especificamente para os Estados Unidos, o Rabobank projeta um crescimento de produção 0,9% menor no primeiro semestre do ano que vem na comparação com 2012, reduzindo a participação do país no mercado global de leite, principalmente de leite em pó. A instituição salienta também que o mau desempenho do setor norte-americano pode baixar os preços internacionais do alimento, diminuindo ainda mais a rentabilidade dos produtores em todo o mundo.

No caso do Brasil, o Rabobank estima um incremento de produção de 1,5% na primeira metade de 2013, mas reafirma que os produtores ainda devem sofrer com os preços elevados dos insumos. Já para a Argentina, a produção de leite deve aumentar de 1% a 2% no primeiro semestre do ano que vem.


Fonte:
Agência Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário