quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Beneficiários do FCO em MS chegaram a 15 mil em 2012





MS volta a bater recorde em valor e volume de operações pelo terceiro ano consecutivo – Conselheiros retomam analise de projetos dia 23 durante primeira reunião do ano – FCO tem juros fixados entre 3% e 3,5% para 2013

Mato Grosso do Sul superou R$ 1,4 bilhão em projetos de financiamento deliberados no ano passado, alcançando novo recorde em valor e volume de operações com cerca de 15 mil beneficiários, demonstrando o alcance econômico e social do Fundo. Em 2011 os investimentos somaram R$ 1,1 bilhão com 14.767 operações contratados.

Para 2013 o Conselho Deliberativo do FCO (Condel/FCO) anunciou recursos de aproximadamente R$ 5,4 bilhões para o Centro-Oeste. Desse volume, Mato Grosso do Sul prevê um orçamento de R$ 1,2 bilhão existindo já uma demanda significativa em tramitação, em continuidade aos trabalhos do Fundo.

Conforme calendário de reuniões estabelecido pelo Conselho Estadual (CEIF/FCO), o primeiro encontro acontece na próxima quarta-feira (23), a partir das 8h30 na sala de reuniões da Secretaria de Produção (Seprotur). Na ocasião as instituições repassadoras de recursos do Fundo irão apresentar um relatório de desempenho detalhado das contratações realizadas em 2012.

BALANÇO 2012

A atividade rural absorveu maior parcela dos recursos contratados em 2012 em virtude do bom momento em que vive o setor em relação aos preços das commodities agrícolas. Os investimentos se concentraram na ampliação e modernização do parque de máquinas, na correção de solo e recuperação de pastagens (Programa ABC), na ampliação da rede armazenadora, na expansão e consolidação de projetos do setor sucroalcooleiro, na implantação de novas áreas de floresta e na modernização do setor avícola estadual. As aplicações dos recursos do Pronaf/FCO também apresentaram crescimento proporcional, beneficiando assim esse estratégico setor da agricultura familiar.

A indústria estadual consolidou no mesmo período o parque sucroalcooleiro na Região Centro Sul, com destaque para os municípios de Nova alvorada, Rio Brilhante, Ivinhema, Caarapó, e Batayporã. Houve também apoio financeiro para uma maior diversificação das atividades, com interiorização dos recursos, beneficiando as diversas regiões de Mato Grosso do Sul. Dessa forma o FCO beneficiou indústrias que estão aproveitando produtos e subprodutos dos setores primários e secundários.

JUROS FCO 2013

O Conselho Monetário Nacional aprovou dia 7 passado os juros a serem praticados pelos Fundos Constitucionais neste ano. Foi fixada para o 1º semestre a taxa de 3,53% e de 4,12% para o 2º semestre, sendo as taxas com concessão de bônus de adimplência reduzidas para 3% e 3,5%, respectivamente.

Os valores se aplicam tanto nas operações rurais quanto empresariais, podendo ser concedidas para as operações de investimento, custeio e giro associados. Para as operações de custeio e giro isolados, permanecem as taxas praticadas até 30 de setembro de 2012 – variando entre 5,25% e 8,5%, dependendo do porte do empreendedor da empresarial (sendo considerada a variável com bônus de adimplência).


Fonte: SEPROTUR

Nenhum comentário:

Postar um comentário