quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

EUA: USDA lança certificação para maciez de carne bovina





Após cinco anos de estudo, o Serviço de Comercialização Agrícola do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (AMS/USDA) implementou (em 26 de outubro) um programa onde a maciez da carne bovina pode agora ser legalmente afirmada e comercializada.

O documento foi revisado para incluir requerimentos operacionais que fornecerá flexibilidade para entidades interessadas em ter um programa de maciez certificada pelo USDA. O AMS e a Sociedade Americana para Testes e Materiais (ASTM) trabalharam juntos para desenvolver os padrões a serem usados para propostas comerciais.

De acordo com as novas regulamentações, a carne pode ser certificada como “USDA Tender” (valor da força de cisalhamento Warner-Bratzler não maior que 9,7 libras) ou “USDA Very Tender” (valor da força de cisalhamento Warner-Bratzler não maior que 8,6 libras) e pode usar sinalizadores denotando essas categorias se todos os requerimentos forem cumpridos.

O valor da força de cisalhamento Warner-Bratzler determina a quantidade de força requerida para cortar uma amostra de carne com meia polegada de diâmetro, de acordo com um documento da Texas A&M Meat Science Station. As amostras precisam ser preparadas e cozidas de acordo com o protocolo da Associação Americana de Ciência da Carne.

Um indivíduo ou firma que busque a certificação do USDA para afirmar sobre a maciez de sua carne deve fornecer documentação que descreve como eles cumprirão com os requerimentos do padrão internacional de maciez da ASTM; descrever o processo com um sistema de gerenciamento da qualidade documentada; e demonstrar conformidade com “elementos de desempenho”. Esses elementos de desempenho incluem teste de equipamentos que medem a maciez, fornecendo um plano de amostragem e um plano de rastreabilidade.

Fonte Farmprogress.com e do Animalscience.tamu.edu, traduzidos e adaptados pelo blogueiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário