sábado, 23 de março de 2013

Empresa que vende 40 mil animais em único dia começa a operar em MS

A empresa que vende 40 mil cabeças de gado em um único leilão começou a operar esta semana em Mato Grosso do Sul. A Estância Bahia é a maior leiloeira de gado de corte do País e abriu em Campo Grande um escritório já tem confirmados dois certames com cerca de 11 mil animais.
Com o quarto maior rebanho de gado de corte do Brasil, com 21 milhões de animais, segundo o IBGE (Instituo Brasileiro de Geografia e Estatística), o Estado é visto como um ponto estratégico para a comercialização de gado. “Em um raio de 200 km de Campo Grande você consegue captar praticamente todo rebanho”, explica o parceiro comercial da Estância em MS, Rogério Rezende.
Dos três municípios com maior rebanho bovino em todo País, dois estão no Estado e um deles é vizinho da Capital. Ribas do Rio Pardo tem 1.147.142 animais, 0,8 de todo rebanho nacional, e Corumbá 1.700.651 cabeças, o que equivale a 1% do rebanho brasileiro, que é de 212 milhões. 
Ainda nas próximidades da cidade há Aquidauana, com 758 mil animais, Água Clara com outras 669 mil e Três Lagoas, com outros 657 mil exemplares.
Os mega leilões são uma tendência na pecuária brasileira, já que conseguem reunir muitos compradores em um único local, ajudando a diminuir os custos com infraestrutura, alimentação e logística no transporte do gado. A ideia é oferecer ao comprador um gado uniforme, com as mesmas características, idade e raça.
Rogério explica que localização do Estado é atrativo para mega leilões. (Foto: Vanderlei Aparecido)Rogério explica que localização do Estado é atrativo para mega leilões. (Foto: Vanderlei Aparecido)

A Estância Bahia é a maior leiloeira neste tipo de certame no Brasil e realiza em Água Boa (MT) a maior venda de gado de corte do mundo. No total, a empresa já vendeu 400 mil cabeças de gado de corte.
O pecuarista explica que o rebanho sul-mato-grossense de nelore é considerado de qualidade, já que concentra 80% do gado P.O. (Puro de Origem) brasileiro e isso é garantia de que os compradores poderão ter mais qualidade nos cruzamentos. Também ajuda e muito que os compradores estão nos vizinhos Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Goiás, além de países do Mercosul.
“Nosso rebanho não é o maior, mas é um dos que tem maior qualidade de média”, explicou Rezende.
O primeiro agendado é no dia 7 de junho em Rio Verde de Mato Grosso, quando serão vendidas 5 mil cabeças, e a meta é que até o fim do ano sejam realizados mais 9 leilões.

Fonte: Campo Grande News e adaptado pelo blogueiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário