terça-feira, 5 de março de 2013

Milho é o produto mais exportado em fevereiro



O milho foi o principal produto exportado em fevereiro de 2013. De acordo com a secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic) houve um aumento de 404.6% no volume exportado e 406% no valor das exportações do milho. Por outro lado, o preço do produto sofreu uma queda de 1.9%. Os mercados que aumentaram as compras de milho foram a Correia do Sul, Japão, Estados Unidos e Taiwan.

O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) ainda não tem os números das exportações de fevereiro, mas em janeiro de 2013, o estado vendeu 333% mais grãos que em janeiro de 2012. A estimativa do analista de mercado, Cleber Noronha, do Imea é que as exportações continuem aumentando durante todo o primeiro semestre de 2013. "É um período em que o Estado está terminando de escoar a safra 2011/2012 considerada uma das maiores dos últimos tempos. Colhemos cerca de 15.6 milhões de toneladas".

Nacional - De acordo com dados do Mdic, publicados nesta segunda-feira (4), as exportações brasileiras tiveram a segunda maior média diária para meses de fevereiro em 2013 (US$ 864 milhões), sendo superada apenas pelo resultado verificado no ano passado (US$ 949 milhões). Em valores totais, as exportações somaram US$ 15,551 bilhões. Já as importações tiveram a maior média da série histórica para o mês, com US$ 935 milhões, superando a registrada em fevereiro de 2012 (US$ 859 milhões). As compras brasileiras, no mês, foram de US$ 16,827 bilhões. Com esses resultados, fevereiro apresentou déficit de US$ 1,276 bilhão, o maior para os meses na série histórica.

A secretária de Comércio Exterior do MDIC, Tatiana Lacerda Prazeres, ressaltou que mesmo com o resultado deficitário dos dois primeiros meses de 2013 (US$ 5,312 bilhões), a balança comercial deverá terminar o ano positiva. "Chamo atenção para a contribuição de milho e soja para exportações. Também temos que prestar atenção na recuperação da economia norte-americana e na diversificação de mercados", disse Tatiana.

Compra e venda - Em fevereiro, os cinco principais compradores dos produtos brasileiros foram: China (US$ 2,109 bilhões), Estados Unidos (US$ 1,599 bilhão), Argentina (US$ 1,290 bilhão), Países Baixos (US$ 988 milhões) e Japão (US$ 577 milhões). Já os cinco principais fornecedores foram ao mercado brasileiro, no mês, foram: China (US$ 2,863 bilhões), Estados Unidos (US$ 2,511 bilhões), Argentina (US$ 1,429 bilhão), Alemanha (US$ 1,063 bilhão) e Coreia do Sul (US$ 692 milhões).



Fonte: Mdic e adaptado e resumido pelo blogueiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário