segunda-feira, 15 de julho de 2013

Caixa Econômica Federal pretende ampliar a participação em financiamento rural



O financiamento para custeio pode atingir R$ 1 milhão por produtor, que tem até dois anos para pagar.

A Caixa Econômica Federal (CEF) pretende ampliar a participação em financiamento rural nos próximos cinco anos. As informações foram divulgadas pelo Correio Braziliense.

Em todo o país, mil agências do banco já estão atuando no segmento. Na safra com início este mês e término em junho do ano de 2014, serão destinados R$ 3,7 bilhões para custeio da produção agrícola, investimentos em máquinas e equipamentos, aquisições de animais e projetos de infraestrutura rural.

A estratégia da Caixa inclui atendimento aos produtores e às cooperativas. Inicialmente, os empréstimos poderão ser aproveitados por criadores de bovinos, suínos, caprinos e aves, além de plantadores de soja, milho, trigo, café, cana-de-açúcar e laranja. A área florestal também será contemplada.

O financiamento para custeio pode atingir R$ 1 milhão por produtor, que tem até dois anos para pagar. Já os investimentos envolvem um teto de R$ 350 mil, em média, e prazo de 12 anos para quitação do financiamento. As taxas de juros são de 5,5% ao ano. Na Caixa, os recursos poderão ser liberados em até três dias, caso toda a documentação esteja correta.

Siga nos no Twitter=>@jlmmattos

Nenhum comentário:

Postar um comentário